Pular para o conteúdo

O SEGREDO DA FUMAÇA

09/06/2012

O segredo é bem trivial: a fumaça é só óleo queimado. O rastro nasce assim: todas as aeronaves têm um tanque de óleo especial, que passa pelo motor e sai pelo escapamento a altíssimas temperaturas. Em contato com esse calor, o óleo deixa de ser líquido e vira vapor, dando origem aos traços brancos que a gente vê no céu. Com o vapor, os aviões da Esquadrilha da Fumaça fazem diversos desenhos – são 22 manobras, em 35 minutos de apresentação. As estripulias existem desde 1952, quando um grupo de pilotos da Aeronáutica no Rio de Janeiro usava o tempo livre na hora do almoço para treinar manobras radicais. De lá para cá, o grupo se tornou um braço oficial das Forças Armadas, ganhando o nome de Esquadrão de Demonstração Aérea e uma sede em Pirassununga (SP). Para sentar no cockpit de um dos Tucano T-27, o avião com motor a hélice que é usado nas manobras, cada piloto deve ser no mínimo tenente, ter 1 500 horas de vôo e passar por um curso de três meses para ficar craque nas piruetas. Segundo a Aeronáutica, os acidentes são bem raros – o último aconteceu em 1995. O espetáculo viaja pelo Brasil e pelo exterior e é bastante requisitado: as apresentações, gratuitas, são marcadas com pelo menos três meses de antecedência. E os brasileiros estão entre os melhores acrobatas aéreos do mundo: em 1996, os ases brazucas entraram no Guinness Book, o “livro dos recordes”, ao voar com dez aviões de cabeça para baixo. Em 2002, eles quebraram o próprio recorde ao enfileirar 11 aeronaves de barriga para o ar.

.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: